Top Ad unit 728 × 90


Últimas Notícias

DESTAQUES

Hospital de Trauma na Paraíba demite temporários para contratar concursados

Segundo a direção da unidade, as demissões são exigências do Tribunal de Contas do Estado, que pede a realização de concurso público

Um funcionário do Hospital de Emergência e Trauma em Campina Grande ligou para o Portal Correio, nesta terça-feira (3), para denunciar a existência de supostas listas com cerca de 200 nomes de funcionários comissionados a serem demitidos na unidade. Segundo a direção da unidade, os números não são confirmados, mas há demissões para que sejam cumpridas exigências do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB), que pede a realização de concurso público. 

De acordo com a denúncia de uma pessoa que não quis ser identificada, as demissões no Trauma teriam começado na última semana, quando uma lista com nomes de funcionários teria circulado nas mãos de diretores.

“Essa lista foi vista por funcionários e nela havia o nome de diversos comissionados. Todo ano é assim. As ligações começam e o pessoal recebe o aviso que não é mais funcionário do Trauma quando ainda está trabalhando no plantão. Foram maqueiros, enfermeiros, fisioterapeutas e outros profissionais mandados embora. Até agora, foram cerca de 200 pessoas que perderam o emprego”, disse o denunciante.

Além das demissões, o denunciante também relatou que a área vascular do hospital, inaugurada há pouco tempo, foi fechada e a observação pediátrica também estaria para ser fechada em dezembro. 

A denúncia fala ainda que diversos setores do Trauma ficaram sem água durante a segunda-feira (2) até a manhã desta terça-feira, causando prejuízos para funcionários e pacientes.

“Os funcionários estão pressionados para trabalhar mais e mais. Com as demissões, os efetivos vão sofrer desgaste excessivo, pois vão fazer a sua função e dar de conta do que outras pessoas estavam fazendo. A população corre o risco de sofrer ainda mais, pois a demanda é grande e não vai haver mais profissionais para atendê-la”, concluiu o denunciante.

Direção confirma demissões, mas justifica

De acordo com o diretor do Trauma em Campina Grande, Geraldo Medeiros, as demissões estão ocorrendo para atender uma determinação do TCE-PB e a realização de um futuro concurso público.

“As demissões que ocorrem são normais para um hospital que tem 2 mil funcionários. Temos um média mensal de substituições e essas demissões são de funcionários codificados, que estão sendo demitidos progressivamente. Isso é uma exigência do Tribunal de Contas para que o Estado demita esse pessoal e realize concurso público”, contou o diretor.

Com relação aos setores fechados, o diretor informou que os pacientes da área vascular foram transferidos para outro ambiente, onde houve o aumento de leitos. “Os pacientes vasculares estão na área laranja, que tem 11 leitos e é um local semi-intensivo, que criamos para acomodá-los melhor. Nenhuma outra área está sendo fechada”, disse.

Sobre a restrição de água em setores da unidade, o diretor do Trauma disse que a medida é necessária pelo momento hídrico da região de Campina Grande.

“Estamos tomando essa medida [restrição de água em alguns setores do hospital] da mesma forma como outras repartições públicas no sentido de diminuir o consumo de água, visto o momento que nossa região está passando”, disse Geraldo Medeiros.

Portal Correio
Hospital de Trauma na Paraíba demite temporários para contratar concursados Reviewed by OPIPOCO MONTEIRO on quinta-feira, novembro 05, 2015 Rating: 5

Nenhum comentário:

Todos os Direitos Reservados O Pipoco © 2010 - 2015
Powered By xHtml5 and BootStrap 3, Customizado e Otimizado por Siguemir R. Bezerra

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.